Demi Lovato estreia álbum e documentário: “Dancing with the Devil – The Art of Starting Over”

Pós turbulências Demi lança novo álbum e documentário sobre sua vida

Compartilhe:

Na última sexta-feira (2), a cantora e compositora Demi Lovato lançou seu sétimo álbum intitulado Dancing with the Devil – The Art of Starting Over (Dançando com o Diabo – A Arte de Recomeçar), que juntamente originou a série de documentários para o Youtube, no qual relata sobre momentos marcantes na trajetória pessoal e artística da cantora, incluindo o período difícil de sua overdose quase fatal em julho de 2018.

O disco contém 19 faixas e tem parcerias com nomes como Ariana Grande, Noah Cyrus e a rapper Saweetie. Traz os singles “Anyone” e “Dancing with the Devil”, que ganhou clipe recriando o dia de sua overdose.

Documentário: Dancing with the Devil

A série documental é uma continuação do documentário no YouTube Originals de 2017, Demi Lovato: Simply Complicated, o qual foi cancelado devido à overdose da cantora. A série é dividida em quatro partes, os momentos mais sombrios da cantora, revelações do passado, o relato delicado de sua overdose, momentos de sua recuperação e mudanças. O documentário também é acompanhado de depoimentos de familiares, amigos e sua equipe. Em entrevistas, Demi diz que nem todos os tópicos giram em torno de seus problemas com os vícios e que vai além de apenas sua recaída e recuperação, em traumas anteriormente não revelados de seu passado, bem como acontecimentos em sua carreira de atriz e na indústria musical.

Ao longo da série, Demi não tem receio de expor seus lados mais vulneráveis e verdadeiros, nos momentos em que conta sua história com as drogas, álcool e distúrbios alimentares. Desviando assim o foco em sua vida pública em frente aos holofotes, para o público ter a visão da cantora como um ser humano com defeitos e que sempre esta em aprendizado.

Demi Lovato
Demi Lovato no documentário “Dancing with the Devil”

A fama, para Demi, foi extremamente cruel e contribuiu para os vícios que carrega consigo até hoje. Atualmente a própria expressa o quão foi libertador escrever e produzir o álbum e o documentário. A cantora diz: “Eu percebo que nunca quero me contentar com nada menos do que o que me faz sentir absolutamente incrível. Esse álbum me ajudou a me apaixonar por mim mesma, porque nunca fui capaz de me sentir superconfiante e estável por conta própria.”, explicou.

O documentário está disponível na conta oficial da cantora, com legendas em português.

Confira o clipe Dancing with the Devil.

Compartilhe: